HOSPITAL GERAL DE PRAZERES PRECISA MELHORAR ATENDIMENTO

por Pedro Tinoco publicado 13/04/2018 18h50, última modificação 14/04/2018 09h04
Inaugurado há sete anos, em abril de 2011, o Hospital Geral de Prazeres está deixando muito a desejar na qualidade do atendimento ao povo de Jaboatão. A precariedade dos serviços tem elevado o número de reclamações da população que precisa dos serviços. Hoje (13) o vereador Ênio foi à tribuna pedir providências ao Governo do Estado para restabelecer plenamente as atividades do hospital, que, segundo ele, não dispõe de especialidades básicas como ginecologia.

"A população sofre com a situação do hospital. Várias especialidades foram cortadas e afetaram a qualidade dos atendimentos. É preciso dar uma resposta à população, pois o momento da enfermidade é quando a pessoa mais precisa de apoio e um atendimento decente. A situação está muito precária", disse o parlamentar.

Quando foi inaugurado o Hospital de Prazeres possuía 28 leitos e capacidade para cerca de 300 partos mensais. O objetivo era suprir a demanda desde o fechamento da unidade municipal Rita Barradas (que tinha 20 leitos). O prédio possui uma área de 700 metros quadrados e sua reforma custou R$ 2,8 milhões, em 2011.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.